sign on form

Stay up to date

Sign up now for all our news
in one monthly digest

Sequência de fotos evidencia dano ambiental causado por usinas do rio Madeira

Main
Dodgy deals
By Amigos da Terra-Amazônia Brasileira | Sao Paulo, Dec 16 2009

 

As fotos foram apresentadas ontem à CPI das usinas do Madeira, na Assembleia Legislativa de Rondônia

Bruno Calixto    

Uma apresentação feita pela Associação de Defesa Etno-Ambiental Kanindé à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de Rondônia, criada para investigar as obras das usinas do rio Madeira (RO), impressionou os deputados estaduais.  As fotos mostram o estrago que a usina de Jirau vem causando ao meio ambiente.

As imagens foram apresentadas pela ambientalista e pesquisadora da área de energia Telma Monteiro    , representante da Kanindé.  A associação foi convidada pela CPI a prestar informações e apresentar documentos que comprovem a existência de irregularidades no processo de licenciamento das usinas do Madeira e impactos sociais e ambientais causados pelas obras.

"As imagens das obras de Jirau mostram claramente os danos que o empreendimento tem causado.  As últimas fotos são avassaladoras, e os deputados ficaram mudos ao ver o estrago", explica Telma.

A pesquisadora também apresentou estudos e respondeu perguntas dos deputados.  "Nós trouxemos muitas informações e documentos que os deputados desconheciam, como as fichas de resumo da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), sobre as hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, que mostram custos ambientais no valor de R$ 1,2 bilhão para cada usina.  Os deputados quase caíram da cadeira quando viram essas cifras", explica Telma.

Reprodução de parte da ficha de resumo de Santo Antonio, produzido pela Aneel, que apresenta um custo ambiental de R$ 1,2 bilhão

A ambientalista cobrou da CPI que peça explicações aos consórcios responsáveis pelas obras sobre os custos ambientais do projeto, já que a Aneel aprovou esse documento, assim como os estudos de viabilidade da usina, sem que fossem explicados os critérios utilizados para se chegar a esse valor.

A pesquisadora também denunciou problemas envolvendo a contaminação do rio por mercúrio, o aumento da malária e a mortandade de peixes, além de impactos sociais, envolvendo índios e ribeirinhos.  "As usinas têm causado violações dos direitos humanos, dano às terras indígenas e principalmente a tribos de índios isolados".

A equipe da Kanindé participou de uma operação junto com a Fundação Nacional do Índio (Funai), que fez o levantamento de índios isolados existentes nas unidades de conservação Mujica Nava, Serra dos Três Irmãos e Mapinguari.  Lá, encontraram vestígios da presença de indígenas isolados.  Oito índios- seis homens e duas mulheres-foram vistos por garimpeiros que estão invadindo a região.

Veja a sequência de fotos do dano ambiental causado por Jirau:

 

Local de construção da usina de Jirau em outubro de 2008, antes do início das obras

Março de 2009, antes da Licença de Instalação (LI) ter sido concedida

 Maio de 2009

Vista geral da usina após a conceção da Licença de Instalação, em junho de 2009

 

Julho de 2009

Desmatamento causado pela usina na área de conservação Rio Vermelho, antes da concessão da licença pelo governo estadual

Novembro de 2009

Início da concretagem, em Dezembro de 2009

 

 

contact

paula.peirao@amazonia.org.br

Amigos da Terra Amazonia Brasileira Website

check dodgy deals on record
Login

Good login. Redirecting to
'My Banktrack'.
Wrong login. Click here to request your password.
An email has been sent with your login!
Request password
This email is unknown.
<< Back
Search
Please provide one or more search terms

Join our mailinglist

Get all our latest news releases delivered straight to your inbox - or get our News Digest once a month

banktrack tweets
RT @rjkennerley: The rise and fall of fracking in Europe https://t.co/zbcAsarZPV
Sep 30, 2016
RT @bruneski: Pipelines, power plants, refineries - check out this map of environmental threats posed by TPP and TTIP https://t.co/Q57Hkmxb
Sep 30, 2016
contact
route
Vismarkt 15
6511 VJ Nijmegen
Netherlands


contact@banktrack.org
Contact us